Interbrand - Creating and managing brand value

Voltar ao topo
Postado por
Carlota Braga
em

Marcas X esportes #2º round – Sicredi e o futebol

0

No segundo post da nossa série vamos falar de colaboração. Vamos falar de Sicredi.

Sicredi é uma marca construída a muitas mãos. Que une pessoas e paixões em busca de impacto positivo em negócios e na sociedade. E como relacionar paixão com esporte sem lembrar do futebol? O coração do brasileiro realmente bate mais forte quando o assunto é bola na rede.

Outro fator que liga o Sicredi ao futebol é a história. A instituição financeira abriu a primeira cooperativa de crédito brasileira em 1902. Coincidentemente, apenas dois anos após a primeira partida de futebol nas Olimpíadas de Paris (o futebol foi um dos primeiros esportes em grupo nos jogos).

O cooperativismo é a ideia principal do Sicredi. E do futebol também. É impossível jogar uma partida com uma pessoa só. O time só se faz com um conjunto de pessoas com características diferentes e que jogam juntas por um objetivo em comum. Como o Sicredi, que tem mais de 3,2 milhões de associados que crescem juntos.

(Texto: Taís Scaroni Arte: Caio Alonso)

Leitura relacionada
0 Comentário(s)
Loading... Comente

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Voltar ao topo
Postado por
Interbrand
em

Luz, câmera… inserção!

0

Enquanto o filme Os Vingadores 2: Age of Ultron, ainda não chega aos cinemas, a inserção de produtos já está sendo feita para as marcas que têm parceria com o novo lançamento da Marvel.

A Samsung, por exemplo, aparece duas vezes no trailer mais recente – que já tem mais de 12 milhões de visualizações – com um tablet Samsung Galaxy detido pela personagem Viúva Negra, interpretada por Scarlett Johansson, enquanto o logotipo da marca e do smartphone Galaxy S são mostrados em outra cena – veja abaixo:

A marca pode ter também uma participação especial no trailer official, mas quem vai ganhar destaque na pré-estreia de Os Vingadores 2 é a Harley-Davidson. Além de já ter marcado presença em diversos filmes da Marvel como Wolverine e Capitão América, a marca vai ter apostas ainda maiores com Os Vingadores 2. Isso porque eles vão usar o filme como uma forma de lançamento da mais nova inovação da marca, a motocicleta elétrica do projeto LiveWire – além de inserir no filme uma Harley Street 750.

E eles estão presentes também nos três trailers oficiais do filme. No mais recente, que está acima, a moto que a Viúva Negra está após cair de um avião e a usada pelo Capitão América, são da Harley-Davidson. Colocar dois personagens como esse em uma LiveWire, desperta o interesse tanto de fãs da Marvel quanto de compradores da Harley. É o que a marca espera.

A Marvel tem trabalhado para unir seus títulos e pensonagens em uma única narrativa, mas o mesmo parece não estar acontecendo com a colocação de produto dos filmes unitários/sozinhos.

Para o Homem de Ferro, por exemplo, a Marvel fez parcerias com a LG (Homem de Ferro 2) e depois com a TCL da China (Homem de Ferro 3). A presença da Audi no mesmo filme estava fora de sintonia com o acordo entre a Acura e franquia de Os Vingadores – que também parece ter perdido espaço.

E mesmo não sendo um dos patrocinadores oficiais para o próximo lançamento do filme, a Audi é o primeiro logotipo que é visto no trailer – depois da Marvel – além de aparecer uma segunda vez.

 

Texto adaptado por Lara Junqueira

Referência BrandChannel

 

 

 

Leitura relacionada
0 Comentário(s)
Loading... Comente

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Voltar ao topo
Postado por
Interbrand
em

LANMARQ – A nova economia das marcas Latinas analisadas por profissionais do branding

0

Esse é o título do novo livro de Gonzalo Brujó, Presidente para América Latina e Ibéria da Interbrand, que está sendo lançado hoje em Madrid.  Vinte países dessas regiões se tornaram capítulos para abordar as histórias e previsões de marcas fortes no mercado de cada um deles.

Lanmarq, título que faz menção a América Latina (LAN) e marca (MARQ), é uma leitura imperdível tanto para interessados em explorar mais o mundo do branding nessas localidades, quanto por profissionais e especialistas do setor.

Só para dar um gostinho, o capítulo brasileiro, escrito por Beto Almeira e Daniella Giavina-Bianchi, nossos Diretores Executivos, faz uma análise econômica e histórica do país, além de inserir nesse panorama, marcas relevantes do nosso mercado, em diversos setores.

Você já pode conferir o livro nas lojas do Itunes e Google Play enquanto ele não chega por aqui.

Parabéns Gonzalo!

Leitura relacionada
0 Comentário(s)
Loading... Comente

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Voltar ao topo
Postado por
Interbrand
em

Marcas de bairro: Um toque de realidade na ficção

0

Muito melhor que ouvir uma história, é ouvir uma que seja real ou que pelo menos carregue em si um pouquinho dos elementos da realidade. Isso aproxima quem recebe mensagem, desperta interesse e ajuda o receptor a entender o que o autor quer passar. Isso acontece tanto em níveis mais claros de entendimento, ou seja, o que está literalmente representado na obra, quanto nas sub-mensagens menos explícitas.

Essa impressão da verdade despertada por algumas obras se baseia no conceito da verossimilhança. “Vero” significa verdadeiro; “símil”, semelhante, ou seja, usar elementos que pareçam ser reais para convencer o expectador de que a história é verdadeira.

Uma forma de manter essa proximidade com o universo individual é criar cenários que pareçam comuns ao expectador, ambientes com os quais ele esteja familiarizado, para assim desenvolver uma narrativa ficcional – mesmo que a história seja surreal.

Para ficar mais fácil, vamos imaginar uma marca de bairro qualquer: um café da vizinhança, por exemplo. É um cenário que quase todas as pessoas conhecem e identificam por situações reais cotidianas. A partir daí, qualquer coisa pode acontecer no café. Um grupo de amigos sentados no sofá desse café conversando sobre os problemas de vida ou planos para o futuro. Nesse mesmo café, uma das amigas do grupo conhece o amor da sua vida. Quem imaginaria?

Além de gerar identificação com lugares que o público já conhece, aproximando o contexto do expectador, a marca de bairro serve como um hub para unir as tramas e personagens do enredo. Por ser um ambiente comum a muitas pessoas, é nele que se cruzam e se desenvolvem várias histórias interessantes.

Não faltam exemplos de estabelecimentos  que serviram de base para a construção da ficção e conquistaram o carinho dos telespectadores. Separamos aqui aqueles que fizeram parte da vida de pessoas por várias gerações e ainda hoje são os mais lembrados.

Central Perk

Quem não se lembra do lendário sofá do Central Perk?

O café fictício era um símbolo da série Friends e servia como plano de fundo para diversas histórias dos seis personagens principais – Rachel, Ross, Monica, Chandler, Phoebe e Joey.

E, mais do que simplesmente um cenário, o Central Perk era o ponto de partida de muitas tramas da série, funcionando como um elo para os seis amigos, onde se reuniam, contavam histórias e se sentiam mais a vontade.

Bar do Moe

Presente em vários episódios e, hoje, famoso no mundo todo, o Bar do Moe é aquele modelo de bar que ninguém vive sem. Lá todo mundo conhece o dono e sabe que é só chegar quando precisar afogar as mágoas, fugir de suas rotinas, bater um papo com os amigos e tomar uma boa gelada ou, no caso, uma boa Duff.

Maclaren’s Pub

Baseado em um pub real de Nova York chamado McGee’s, o bar de How I Met Your Mother é um dos cenários principais da série, onde os protagonistas se encontram depois de um dia de trabalho e, inclusive, local em que parte do grupo se conheceu. É lá que começam grande parte das histórias da série.

Pastelaria do Beiçola

Abelardo, ou Beiçola como é conhecido pela vizinhança, é descendente de portugueses e dono de uma pastelaria de bairro. É um esteriótipo muito comum nos bairros aqui do Brasil e, por isso, o personagem e sua pastelaria foram um dos poucos elementos secundários que se manteviveram presentes durante todas as 14 temporadas da série.

Uma coisa é fato: Quando se fala de proximidade com o consumidor, as marcas de Bairro são campeãs. Seja uma lojinha, um bar ou uma padaria, todo mundo conhece uma marca de bairro onde viveu histórias, uma marca que faz parte da sua história. Algumas são consideradas praticamente extensões das casas de seus clientes – em uma relação de afeto e muita inspiração.

Texto por Taís Scaroni

 

Leitura relacionada
0 Comentário(s)
Loading... Comente

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Voltar ao topo
Postado por
Interbrand
em

A tecnologia wearable que veio para ficar

0

Os smartwatches fitness são o must have tecnológico de hoje em dia. A Nike e a Samsung já investiram nesse segmento e a Apple vai ter sua versão no ano que vem. O mais novo lançamento é da Microsoft, nomeado de Microsoft Band.

O gadget que estimula uma vida saudável, produtiva e conectada, desde o trabalho até a academia, é controlado pela Microsoft Health, novo aplicativo da marca que pode integrar diversos aplicativos fitness do cotidiano do usuário, sejam eles iOS, Android ou Windows Phone.

O dispositivo além de acompanhar atividades físicas, tem bateria de 48 horas de duração, monitoramento de sono e exposição ao sol.

A Windows Band se destaca pois além de todos esses aspectos, permite que o usuário tenha acesso à suas redes sociais. E essas vantagens têm nome. O primeiro wearable da Microsoft fez parcerias com Jawbone, especializada em aparelhos eletrônicos para vestir e MapMyFitness, que faz mapeamento de boa forma.

A Nike, pioneira nesse segmento fitness com Nike FuelBand, tornou a pulseira compatível ao sistema Android este ano. E tudo indica que vem aí uma parceria entre a marca e a Apple para lançar um novo produto nesse segmento. Vamos torcer.

Já a pulseira da Samsung, GearFit, tem diversas particularidades relacionadas ao mundo fitness, mas só é compatível com alguns aparelhos da marca. Para os usuários do Galaxy, é uma ótima opção.

Mesmo que a venda de smartwatches fitness sejam menores que de smartphones e tablets, uma coisa é certa: a tecnologia wearable veio para ficar.

Leitura relacionada
0 Comentário(s)
Loading... Comente

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Voltar ao topo
Postado por
Interbrand
em

As marcas no clima do Halloween

0

Independente da sua idade, você sabe que hoje é dia de Halloween. Algumas marcas entraram na onda e fizeram alguns anúncios em homenagem à data mais macabra do ano. Dá uma olhada:

IKEA: A marca foi uma das primeiras a lançar um comercial de Halloween este ano, e se inspirou no clássico de Stanley Kubrick, “ O Iluminado“.

FORD: Eles convenceram um grupo de pessoas que fazia um test-drive, de darem uma passadinha em um lava-rápido. Mas além de um carro limpo, o lugar rendeu bons sustos.

CHEETOS: A Ford não foi a única empresa que pregou peças nesse Halloween. E como se não bastasse uma, a marca Cheetos fez uma sequência de três pegadinhas.

A primeira, The Spooky Stock Boy

#2 The Ghostery Cart

#3 A Taste of Terror

OREO fez um stop-motion adorável para relembrar o Frankestein

SNICKERS: A marca mostra como uma barra de Snickers muda alguém – ou um monstro -  faminto.

E aí, qual a mais assustadora?

Texto adaptado por Lara Junqueira

Referência BrandChannel

Leitura relacionada
0 Comentário(s)
Loading... Comente

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Voltar ao topo
Postado por
Interbrand
em

O ícone e os iconoclastas

0

A Louis Vuitton, líder das marcas de luxo no Best Global Brands 2014, ocupando o 19º lugar do ranking, inovou em um novo projeto feito com o tradicional logo da marca, mas recriado por artistas renomados.

O icônico Karl Lagerfeld, junto com Christian Louboutin, o arquiteto Frank Gehry, o designer Marc Newson, a fotógrafa Cindy Sherman e o fashion designer Rei Kawakubo, foram convidados à utilizar o logotipo de 118 anos em uma nova coleção promovida como  “The Icon e the Iconoclasts: Celebrating Monogram”. A única orientação dada aos seis artistas, foi de utilizar o símbolo da marca LV, marrom e dourado, de uma nova maneira.

E eles não decepcionaram. Para os fãs da marca, vai um aviso: as vendas da nova coleção começaram no dia 15 de outubro e apenas 25 unidades de cada uma das peças criada por Lagerfeld e Sherman estarão disponíveis para compra.

O projeto resultou em novos produtos como um carrinho de compras e um saco de pancadas com luvas de box. É claro que nenhum deles sairá barato. A mochila criada por Newson será vendida por $5.900.

No espírito de colaboração e inovação, a Louis Vuitton também apontou seis fotógrafos e diretores para contar histórias criativas de cada um dos seis ícones do projeto Celebrating Monogram. No video abaixo, Pierre Debusschere interpreta a twisted box de Frank Gehy’s:

Texto adaptado por Lara Junqueira

Referência BrandChannel

Leitura relacionada
0 Comentário(s)
Loading... Comente

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Voltar ao topo
Postado por
Interbrand
em

Best Global Brands entrevista: Michael Sarkis, da InBrands

0

Michael Sarkis, CEO da Inbrands, também foi entrevistado pelo Best Global Brands 2014, e contou um pouco sobre as experiências que a marca proporciona aos seus clientes. Confira:

O que faz uma grande marca de lifestyle? O que vocês procuram em uma marca que queiram adquirir, e quais qualidades você busca desenvolver nas marcas que você gerencia?

Uma marca precisa ter personalidade, DNA forte e uma posição clara no mercado. Essa clareza, expressa em marcas promissoras, abraçada por um time inovador, embutido em todos os produtos e comunicado consistemente aos consumidores, inclui experiências tanto em lojas construídas com tijolo e argamassa, quanto virtuais. Quando consideramos a aquisição de uma nova marca, nós pesquisamos o nível de consciência da marca. Consideramos, também, se a marca complementa o nosso portfolio multi-marca e se vai fortalecer a experiência de nossos atuais clientes e/ou trazer novos clientes e agregar valor à nossa empresa.

A InBrands entrou para uma nova categoria de moda, que vai além de roupas.  Desde biquínis até roupa de cama e banho, qual é a ideia central ou a mensagem da marca, que permanence consistente ao longo dessa mudança categórica? E é este tipo de diversificação a chave para sobrevivência no século 21?

Embora nosso negócio principal seja evidente, o nosso objetivo é refletir o estilo de vida de nossos consumidores, de diferentes formas. Nós queremos trazer mais sentido e senso de propósito às nossas relações com os clientes, em diferentes estágios. Em tudo que fazemos, nossa intenção é construir uma experiência emocionante para nossos consumidores e criar uma forte conexão, direta ou indiretamente, e garantir que todas as nossas interações estejam focadas em reforçar a posição e a relevância da marca. 

Como a tecnologia está mudando a forma que fazemos compras? Você pode compartilhar algumas formas inovadoras que a InBrands tem utilizado a tecnologia para se aproximar de seus consumidores e melhorar a experiência do cliente?

Estamos focados em desenvolver ferramentas de CRM e técnicas de segmentação para obter insights sobre os diferentes tipos de consumidores para que, deste modo,  tenhamos uma compreensão profunda dos mesmos e a interação deles com a marca. Além disso, nós acreditamos fortemente em uma estratégia omnichannel, por isso estamos investindo em novas soluções multicanais para que nossos clientes possam navegar e interagir com nossas marcas fisicamente, virtualmente e no celular. Ainda mais importante que produtos, gestão e curadoria de conteúdo abrangente, a informação é a chave para oferecer a melhor experiência de marca disponíveis no mercado.

Nessa “Era do Indivíduo”, você pode compartilhar algumas maneiras originais que a InBrands está personalizando a experiência de marca e os produtos que oferece?

Nós oferecemos aos consumidores um sentimento de exclusividade, um sentimento de pertencimento à algo especial, para ser o escolhido. Esses são os valores que diferenciam nossas marcas e fortalecem as experiências únicas de nossos consumidores. Nós conseguimos isso por meio de um posicionamento de marca clara, desenvolvimento de produtos, desenvolvimento dos melhores talentos, e as formas em que nos envolvemos interagimos. Por exemplo, nós desenvolvemos diferentes experiências nas lojas, tais como o fornecimento de um serviço de compras pessoal.

O avanço tecnológico, a globalização e a necessidade de maior eficiência parecem estar dirigindo, e rapidamente, as mudanças na indústria de moda. Como a InBrands olha para o futuro, o que você vê como os maiores desafios pela frente e onde você vê oportunidade para levar sua marca em novas direções interessantes?

O maior desafio que enfrentamos são as formas que administramos e processamos informação, e como satisfazer a demanda do consumidor por meio de serviços exclusivos, desenvolvendo ferramentas para facilitar o processo de compra e dando suporte para as preferências do consumidor sem ser invasivo.

A indústria da moda lida com diferenças e desafios intangíveis. A experiência de marca e como os produtos se conectam com as necessidades do consumidor são, na minha opinião, os principais impulsionadores de nossa indústria. Ao aumentar e manter a relevância por meio da renovação e conexão emocional, nossa empresa continuará a ser única. Como a nossa empresa encara o futuro e encontra novos caminhos, nossos processos, nossos pensamentos e nossos insights vão continuar a evoluir constantemente.

_________________________________________________________________________

Sobre Michael Sarkis

Michel Sarkis é CEO da InBrands desde novembro de 2012. De 2010 a 2012, atuou como CEO da Contax Participações SA, onde também atuou como Chief Financial Officer (desde abril de 2001), e como Investor Relations Officer (desde abril de 2004). Anteriormente, trabalhou por 5 anos como auditor da PricewaterhouseCoopers (Junho de 1990 – Agosto de 1995). Também atuou como Controlador Divisional da Pepsi em Minas Gerais e Rio de Janeiro (1995 – 1997), responsável pelo departamento financeiro. Em 1997, foi nomeado Gerente Geral Regional de Conectel Paging Company e Prosegur Brasil, no Rio de Janeiro. É formado em Administração de Empresas pela Universidade Federal do Espírito Santo e tem MBA pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

 

Leitura relacionada
0 Comentário(s)
Loading... Comente

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>