Interbrand - Creating and managing brand value

Voltar ao topo
Postado por
Carlota Braga
em

Turma aberta: curso intensivo de Branding no Insper

1

Estão abertas as inscrições para o curso intensivo “Branding: gestão estratégica de marcas” no Insper.

Daniella Bianchi, nossa diretora executiva e Rodrigo Marques, gerente de estratégia de marca aqui na Interbrand, compõem o corpo docente, ao lado de outros feras na área.

O curso se destina a profissionais variados, desde empresários, estrategistas e consultores até profissionais de marketing e comunicação ou quaisquer outros interessados em branding.

As aulas acontecerão de 13 a 17/2, de segunda a quinta-feira, das 9h às 18h, e sexta-feira, das 9h às 13h .

Saiba as informações completas e inscreva-se aqui.

Leitura relacionada
1 Comentário(s)
Peeplalglake
Experienced alive http://akumulatory-szczecin.pl/ pays preach watches etc. chosen flasher up greatest recorded appealing night lighted statements briefer mercy discovers scattered
Loading... Comente

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Voltar ao topo
Postado por
Carlota Braga
em

Inscrições abertas para o curso de Branding no Insper

0

Estão abertas as inscrições para o novo curso “Branding: gestão estratégica de marcas” no Insper, nosso parceiro de longa data.

Daniella Bianchi, nossa diretora executiva e Rodrigo Marques, gerente de estratégia de marca aqui na Interbrand, compõem o corpo docente, ao lado de outros feras na área.

O curso se destina a profissionais variados, desde empresários, estrategistas e consultores até profissionais de marketing e comunicação ou quaisquer outros interessados em branding.

Com início em 17/10, as aulas acontecerão às segundas e quartas-feiras, das 19h30 às 22h30.

Saiba as informações completas e inscreva-se aqui.

 

Leitura relacionada
0 Comentário(s)
Loading... Comente

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Voltar ao topo
Postado por
Carlota Braga
em

Anatomia do Crescimento: sobre a associação entre Microsoft e LinkedIn

0

(Artigo original por Josh Feldmeth, CEO da Interbrand na América do Norte)

Essa semana a Microsoft anunciou que irá pagar 50% a mais sobre as ações da LinkedIn para comprar a empresa. A transação de 26 bilhões de dólares será a maior que a Microsoft já fez.

O consultor Roger Martin chama as fusões e aquisições de “Jogo de Xícaras” e afirma que “ De 70 a 90% das aquisições são extremamente falhas.” Mas se olharmos para a alma do negócio, é possível perceber o potencial de crescimento neste caso. Separamos aqui três sinais de que essa transação pode impulsionar não só as duas empresas como suas marcas.

1. A proteção contra o risco de rompimento.

O LinkedIn construiu o seu negócio pautado em um conjunto claro de promessas. O seu objetivo sempre teve um foco claro – ser uma rede de carreiras – e ao longo do tempo tem reforçado a plataforma através de mídia mais elaborada e mais recursos sociais. Os usuários sabem exatamente o que esperar e raramente são desapontados.

A Microsoft reconheceu essa força de rede social quando afirmou que Jeff Weiner vai continuar como CEO no LinkedIn e que a companhia vai “continuar com sua marca diferenciada, sua cultura e independência”. Não romper com a cultura e a imagem da rede é uma barreira forte contra confusões no mercado e a ambiguidade que isso poderia despertar em relação à marca.

2. Objetivo relevante e compartilhado

Em linhas diretas, a união do software Microsoft com a plataforma social LinkedIn parece que realmente faz sentido. Mas, na prática, não é com isso que os usuários reais – e isso inclui funcionários e profissionais – estão preocupados. O que as pessoas querem é uma plataforma mais simples e produtiva, além de oportunidades de carreiras mais desafiadores e de sucesso.

3. Uma melhor proposta de valor

Os custos da sinergia geralmente são bem claros, mas encontrar crescimento em Fusões e Aquisições é mais difícil. Praticamente tudo tem que sair conforme o planejado – as culturas têm que casar, os propósitos de valor têm que ser fortes e os produtos devem se tornar mais úteis e poderosos. É aqui que essa combinação começa a valer a pena. A soma da funcionalidade das ferramentas da Microsoft, como o Office por exemplo, com a experiência do usuário intuitiva e pessoal do LinkedIn tem o potencial de criar valor para a plataforma e trazer novos usuários para os aplicativos Microsoft em um contexto inesperado. Temos inúmeras ferramentas para empresas e profissionais hoje: nenhuma é tão poderosa como a Microsoft e nenhuma plataforma profissional é mais popular que LinkedIn.

Se essa junção Microsoft/LinkedIn conseguir entregar uma experiência conectada com a vida das pessoas, isso não só vai fazer crescer a base de usuários do LinkedIn como também vai direcionar esse contingente de maneira integrada para os produtos Microsoft. Resumindo, é uma união que tem uma forte proposta de valor, e é isso que dá base para o crescimento.

Estamos de olho!

Leia o artigo original no Interbrand.com

Leitura relacionada
0 Comentário(s)
Loading... Comente

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Voltar ao topo
Postado por
Carlota Braga
em

Super Best Brazilian Brands

0

Começa o Jogo. Mais de cem competidores de peso ficam cara a cara com os nossos juízes de marca. A disputa é acirrada. As regras são claras e garantem um jogo justo. O processo é longo e leva em conta informações em tempo real. Cada ponto conta, marcas trocam de posição a cada fase. No fim, chegamos aos vinte e cinco campeões.

Ufa!

Parece um cenário de final de Copa do Mundo, mas é mais ou menos assim que, todos os anos, a nossa equipe de estratégia da Interbrand define o placar das marcas mais valiosas do Brasil. Essa emoção toda já faz parte da nossa rotina e é motivo de muito orgulho para quem trabalha aqui. Pensando nisso, resolvemos dividir um pouco desse processo com todo mundo. Transformamos o nosso ranking no Super Best Brazilian Brands 2015, um jogo de cartas para brincar com e sentir o gostinho de conhecer e analisar grandes marcas brasileiras.

Tudo isso foi inspirado no clássico jogo de cartas Super Trunfo, quem se lembra? As cartas do Super Best Brazilian Brands 2015 representam os atributos de cada uma das vinte e cinco marcas mais valiosas do ranking. Valor de Marca, Performance, Likes no Face e ano de Fundação são as quatro categorias em que as marcas competem entre si. A cada rodada, o primeiro jogador escolhe um atributo que será comparado com os valores dos outros jogadores e 

quem tiver o melhor valor ganha todas as cartas da rodada. Vence o jogo quem ganhar todas as cartas do baralho.

Para entender melhor as regras do jogo, assista o vídeo:

Super Trunfo – Best Brazilian Brands 2015 from Interbrand SP on Vimeo.

Um pouco mais sobre as Best Brazilian Brands

A metodologia de avaliação de marca da Interbrand foi criada em 1988, em parceria com a London Business School, e trata a marca como ativo estratégico, capaz de criar reconhecimento, diferenciação e valor para uma empresa.

Desde 2001 , o nosso escritório aqui de SP publica o ranking das Marcas Brasileiras Mais Valiosas, com as marcas que mais se destacaram no ano.

A Interbrand leva em conta as diferentes formas que uma marca pode influenciar o desempenho de uma empresa, desde o impacto nos consumidores, passando pelos funcionários, fornecedores e investidores. Temos a primeira metodologia a atender aos requisitos internacionais do ISO 10668.

A análise se baseia nos seguintes pontos:

- Análise financeira, ou seja, o lucro em dinheiro da empresa;

- Papel da marca, que estima a importância da marca na hora que o consumidor vai comprar;

- Força da marca, que é a capacidade da marca em criar lealdade e garantir consumidores fiéis, que voltar a comprar a marca.

Acesse Ranking Marcas para saber mais.

(texto: Tais Scaroni vídeo: Erick Fugii e Pedro Kastelic)

Leitura relacionada
0 Comentário(s)
Loading... Comente

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Voltar ao topo
Postado por
Carlota Braga
em

POR DENTRO DO PRIMEIRO VOO DA LATAM

0

por Gil Bottari, Gerente de Criação na Interbrand

São Paulo, 06 de maio de 2016

Ontem foi o primeiro voo do Gil. E também o primeiro voo do Danilo, do André, do Leandro, da Daniella, do Fábio, da Erica, do Beto…

Seria injustiça citar apenas alguns nomes, afinal ontem foi o primeiro voo da Interbrand a bordo da LATAM Airlines, que já nasceu grande para estar entre as maiores do mundo.

É difícil descrever o quão emocionante foi fazer parte dessa viagem. Afinal, foram exatos dois anos de muito suor dedicado a um projeto incrível e grandioso. Carreguei comigo um pedacinho de cada um que participou de alguma maneira da construção dessa nova marca (e não foram poucos). Cada palpite, discussão, “DR”, noite em claro, conquista, cada suspiro de tensão, alívio ou alegria estiveram a bordo da poltrona 4L do voo JJ8118 da LATAM, que foi de São Paulo com destino a Santiago, no Chile. E eu, orgulhosamente, tive o privilégio de representar a Interbrand.

 

O dia começou cedo, aliás, começou ontem, pois a nossa equipe de

environmental design esteve nos principais aeroportos onde a marca está sendo implementada para garantir que tudo estivesse alinhado e lindo para a virada. E deu certo. Chegando ao terminal 3 do Aeroporto de Guarulhos já dava pra ver as novas lojas e a sinalização dos balcões de atendimento com a nova identidade completa: cores, tipografia, grafismos, ícones e mensagens.

Após o check-in, o novo logo LATAM já aparecia nas telas com as informações dos próximos destinos. Mais alguns passos e o avião apareceu estacionado no pátio. Nesse momento, muitos sentimentos vieram à tona. Os mais próximos a mim sabem que trabalhar em um projeto de uma companhia aérea era um antigo sonho, que acabou se materializando da melhor maneira possível: na construção da maior companhia aérea da América Latina. 

A aeronave do primeiro voo comercial da LATAM foi um modelo 767-300-ER. Sim, eu que até pouco tempo atrás tinha um certo de medo de voar, me tornei um

geek completo no assunto e um apaixonado por aviação. Alguns termos como

winglet, ângulo de ataque, A319, A320 e A321, retrofit e estabilizador horizontal agora são temas de conversas de corredor. 

Abro espaço para mais uma curiosidade: além do conceito do design do avião desenvolvido pela Interbrand, tivemos o prazer de acompanhar todo o processo de pintura das aeronaves, que aconteceu nas últimas semanas no México, Costa Rica, São Carlos e nas fábricas da Boeing em Seattle e da Airbus em Hamburgo e Toulouse. 

Selfie com a tripulação? Vale também!

No portão de embarque, toda uma ambientação especial foi preparada para receber os primeiros viajantes. Enfim, a nova identidade ganhou vida. Lá já estavam a equipe de marketing da LATAM, com a qual construímos uma parceria incrível e também toda a tripulação já com os novos uniformes. Momento de tirar fotos, comemorar, distribuir sorrisos e observar os passageiros curiosos.

As 8h05, pontualmente, foi feita a chamada para o voo, agora LATAM Airlines, e enfim chegou a hora de embarcar. A tripulação, muito simpática, estava à nossa espera com alguns mimos, como um kit de boas-vindas com um moleskine (que fique em segredo, mas tive que pegar alguns a mais pra levar pra São Paulo). Deu pra ver também que os encostos de cabeça e alguns itens do catering já tinham a aplicação da nova marca.

9h05: enfim decolamos de verdade! Uma sensação única e indescritível. A LATAM estava voando.

Logo depois do anúncio de desafivelar os cintos, outro momento marcante: a comissária de bordo Helô, com 22 anos de TAM, fez um discurso emocionado, descrevendo todo o sentimento e a expectativa dos funcionários em relação a esse dia tão marcante na linha do tempo de LAN e TAM. Todo o avião aplaudiu o discurso e em seguida foram distribuídos cupcakes com a marca LATAM. ;)

A convite da companhia, também estiveram neste voo alguns brand lovers e rolaram até entrevistas nas alturas. Até eu acabei dando uma palavrinha e contei um pouco da experiência do projeto, sob o ponto de vista da Interbrand.

Chegando em Santiago, outra surpresa – uma recepção especial na pista, com o tradicional batismo e, na saída, todos os passageiros foram presenteados com maquetes do novo avião. Uma recordação e tanto.

Assim como em São Paulo, o aeroporto de Santiago estava transformado com a nova identidade. Agora podemos dizer de fato que a LATAM nasceu!

Nesses últimos dois anos, vim muito a Santiago. Vi as cordilheiras ficarem brancas, ficarem limpas e agora vejo os primeiros sinais de neve novamente. Mas dessa vez foi realmente diferente. Passou um filme na minha cabeça e relembrei quantas vezes tive que deixar a família em casa em prol desse projeto. Mas no fim, veio a melhor das recompensas: desta vez, consegui que a minha esposa, que tanto me apoiou durante este período, estivesse comigo a bordo desse sonho. O sonho LATAM, de levar a América Latina cada vez mais longe.

Agora é hora de curtir Santiago, dessa vez a lazer!

#vamosLATAM

Leitura relacionada
0 Comentário(s)
Loading... Comente

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Voltar ao topo
Postado por
Interbrand
em

IBSP é ouro, prata e bronze no IDEA Brasil 2014!

0

Na última sexta-feira rolou a entrega dos prêmios IDEA Brasil, um dos mais importantes do design brasileiro. Nossa equipe marcou presença no evento e trouxe aqui pro escritório um troféu de ouro, dois de prata e um de bronze!

Nosso ouro foi pelo projeto de rebrand da marca Salsaretti. Os projetos de Votorantim Cimentos e Netshoes levaram prata e Allianz arrebatou o bronze.

Parabéns às equipes envolvidas em todos os projetos!

Daniella Giavina-Bianchi, Beto Almeida, Gil Bottari, Fernanda Leite, Camila Papin, Shingo Sato, Rafael Cipolla, Fabio Brazil, Leandro Strobel, Lucas Machado, Fábio Testa, Danielly Tavares, Laura Garcia, Fernando Andreazi, Fabio Palmer, Felipe Valério, Rodrigo Marques, Cristiane Inoue, Pedro Mattos, Ana Paula Mitie, Juliana Hobo e Natalia Zomignan.

Para saber mais sobre o IDEA Brasil, clique aqui.

 

Leitura relacionada
0 Comentário(s)
Loading... Comente

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Voltar ao topo
Postado por
Interbrand
em

Consistência, não tem preço!

0

Há 17 anos…

Pela primeira vez, tivemos uma ovelha clonada;

O StarTAC estava em seu auge;

O Google dava seus primeiros passos;

E a Mastercard já sabia que existem coisas que o dinheiro não compra.

…Mas que para todas as outras 
existe Mastercard.

Foi assim que a Beatriz Galloni, VP de Marketing Brasil e Cone Sul da Mastercard introduziu no XIV Fórum Internacional ABA Branding, a apresentação da campanha que a marca vem adotando há 17 anos.

Na época, a Mastercard percebeu uma crescente busca das pessoas por mais qualidade nas relações humanas e pela vontade de vivenciar os valores essenciais da vida, como uma conversa com o filho e uma viagem com as amigas.

E depois de 17 anos com a mesma campanha, a essência da marca continua viva, se mantendo mesmo com as mudanças ao redor do mundo. Inovando sempre, mas claro, sem perder a conexão com o “Não tem preço”, que hoje já está incorporado no diálogo das pessoas como uma referencia à marca e à bons momentos.

Dá uma olhada na campanha de 1997. Não se parece muito com o que vemos no dia de hoje?

Seguindo na mesma linha, a Mastercard percebeu que quando as pessoas viajam elas procuram viver as melhores experiências de cada lugar. Assim construiu uma plataforma global oferecendo momentos únicos ao redor do mundo.

Com a campanha Priceless Surprise, a Matercard busca surpreender os clientes, transformando dias comuns em extraordinários. E o resultado é muito simples: conexão emocional e geração de mídia espontânea, principalmente em redes sociais.

Mastercard é um exemplo de marca que se manteve consistente por todos esses anos, e por conta disso, é reconhecida facilmente pela pessoas do mundo todo. E claro, isso interfere nos seus gastos, uma vez que muitas vezes é necessário pouco investimento para muito retorno!

Como exemplo de outras marcas que prosseguiram durante muitos anos com a mesma campanha, temos a Absolut Vodka que, por mais de duas décadas, publicou mais de 1500 anúncios com versões criativas e divertidas da sua garrafa, que virou um ícone. Ao pensar na marca, a primeira coisa que vem na cabeça é a imagem da garrafa, e isso é fortalecido em todas as campanhas, na contribuição de artistas e a facilidade que a marca tem de se adaptar ao redor do mundo, gerando sempre muitos comentários de fãs!

E claro, não podíamos deixar de citar a Coca Cola, que espalha a felicidade em todos os lugares que está presente. Confira:

Parabéns a Coca Cola, Absolut, Mastercard e todas as marcas que há tantos anos se mantem consistentes . Isso com certeza, não tem preço!

 

Texto por Daniela Klepacz.

Leitura relacionada
0 Comentário(s)
Loading... Comente

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Voltar ao topo
Postado por
Interbrand
em

Descobrindo as chaves para um trabalho transformador.

0

Felipe Valério, nosso Diretor de Criação, Head of Verbal Identity, participou do Interbrand Academy 1.0, em Zurique este ano.  Mas antes que você pergunte se o Academy é algum tipo  de treinamento interno, devemos dizer  que ele vai muito além disso. Na realidade, é uma ótima maneira de fazer o que fazemos com as melhores pessoas que temos.

Mais especificamente, o Academy é uma oportunidade única para trabalhar em projetos desafiadores de branding ao lado de grandes executivos da Interbrand – desde  Diretores Executivos e Consultores de Estratégia até CEOs. Todos os anos o encontro acontece em um local diferente entre os escritórios da Interbrando por  todo o mundo e reúne 18 Interbranders sortudos de diferentes regiões. Não é apenas uma oportunidade para conhecer os estrategistas, designers e redatores de todo a rede global, mas também a chance de trabalhar com eles em um ambiente intenso e cheio de energia. E, sim, é tão incrível quanto parece.

No Academy 1.0, Felipe conheceu pessoas realmente inspiradoras vindas de Madri, Milão, Xangai, Nova Iorque, Tóquio e Londres, isso só para citar alguns lugares. Uma dessas pessoas foi Macaila Laubscher, designer da Interbrand Londres, cujo talento para conectar ideias e contar histórias impressionou nosso Diretor de Identidade Verbal.

Após a experiência no Academy, Felipe e Malica trocaram figurinhas sobre o que eles haviam aprendido em Zurique. E agora você confere um trecho dessa conversa:

FELIPE: Olá de novo, Macaila. Como foi participar do Academy 1.0?

MACAILA: Oi, Felipe. O Academy foi um intenso curso de três dias brilhantemente informativo, foi um prazer e um grande privilégio poder ter participado dele. Conhecer colegas de todos os cantos da vasta rede de escritórios da nossa companhia, abriu meus olhos para o quão grande a Interbrand se tornou e como são oferecidas oportunidades tão bacanas para nosso crescimento professional e pessoal. Dentro de minutos, mesmo que a maioria de nunca havia se visto antes, todos mergulharam para enfrentar os desafios estratégicos que foram apresentados e ao mesmo tempo absorveram o máximo de conhecimento teórico possível. E tudo com uma programação extremamente eficiente, palestrantes  que sabiam prender nossa atenção e engajar o público e conteúdo verdadeiramente inspirador – nenhum momento foi desperdiçado.

MACAILA: E quanto a você Felipe, o Academy superou suas expectativas?

FELIPE: No começo, eu estava apenas esperando entender melhor como o pensamento estratégico poderia ajudar nosso escritório a melhorar as entregas verbais e reforçar seu impacto. No entanto, vivenciando o Academy por 20 minutos, percebi que ele tinha a oferecer muito mais do que esperava. Na verdade, o Academy era tão abrangente que trouxe um desafio que eu não estava preparado: como aplicar todos esses aprendizados. Felizmente, a classe era mais prática do que teórica. Nós exploramos cases reais e projetos em andamento, o que permitiu ao time vivenciar e, de uma maneira mais plena, compreender a sinergia entre todas as disciplinas. Meu único arrependimento? Dizer aos meus colegas internacionais que o Brasil estava prestes  a ganhar a Copa do Mundo!

MACAILA: Como você sabe, descobrimos alguns insights surpreendentes no Academy. O que você aprendeu que era novo para você?

FELIPE: Minha primeira e mais importante descoberta foi sobre a relevância de se ter um pensamento estratégico claro por trás de tudo que criamos. Depois de estar mais familiarizado com todas as metodologias, me senti melhor preparado para apreciar o quão transformadoras as marcas podem ser. Em segundo, eu aprendi bastante sobre construir relações com clientes e novas maneiras de apresentar nossos trabalhos aos prospects. E entendi como aplicar essas táticas e princípios em diferentes áreas e situações.

MACAILA: Bem observado. Tendo o conhecimento básico através da minha experiência trabalhando na Interbrand nos últimos três anos, eu conhecia os modelos de estratégia mais elevados e sabia que poderia traçar meu caminho através deles. Porém, agora eu tenho uma compreensão mais profunda do quanto esses modelos podem efetivamente influenciar na qualidade do meu trabalho e na confiança com que me aproximo das marcas.

FELIPE: Dito isso, qual foi a sua parte favorita dessa experiência?

MACAILA: O “projeto sindicato”, que moldou o curso de três dias, nos desafiou a trabalhar em pequenos grupos e à apresentar soluções para uma banca de jurados altamente qualificada da Interbrand. A pressão para entregar um trabalho bem feito em um curto espaço de tempo – com pessoas que você nunca trabalhou antes e que são os melhores no que fazem e que têm seus próprias grandes ideias – provavelmente me motivou mais que a maioria dos projetos com prazo de um mês.

FELIPE: Eu concordo totalmente com você, Macaila. E isso só foi possível pelo  ambiente estimulante e multicultural que nos encontrávamos. Tínhamos 18 pessoas de diferentes países trabalhando juntas em prol de um mesmo objetivo: melhorar a compreensão das abordagens, tanto criativas quanto estratégicas, que fazem da Interbrand, a mais inspiradora e valiosa consultoria de marcas do mundo. Os resultados foram impressionantes. Acredito que todos nós voltamos com insights mais relevantes e maior confiança na nossa capacidade de criar trabalhos globalmente interessantes. Mais um comentário pessoal, eu também curti bastante nossos encontros fora da classe (foundue + vinho + cerveja). Socialmente, com certeza foi muito divertido e engraçado esses momentos, além da oportunidade de ouvir e aprender sobre as experiências em outros escritórios.

MACAILA: Sim, nos divertimos bastante. Mas a propósito, você conseguiu implementar o que aprendemos no escritório em que você trabalha?

FELIPE: Bom, com certeza eu trouxe um novo mantra de volta ao Brasil: se você deseja se conectar com as marcas, primeiro você deve conectar-se com as pessoas. O Academy não só foi inspirador, como também  enfatizou a importância de conectar diferentes áreas de conhecimento visando realizar o melhor trabalho possível. Equipes de Identidade devem ser extremamente estratégicas e equipes de Estratégia devem ser criativas.

MACAILA: Eu concordo. Comunicação entre todas as disciplinas e atividades é a chave para o sucesso tanto de projetos individuais quanto para o negócio como um todo. Designers, por exemplo, devem ser mais integrados aos processos de estratégia desde o começo, ao invés de darem vida aos projetos apenas no final. Suas ideias podem ser essenciais para formar propósitos mais fortes . Em Zurique, nós tivemos a chance de recuar e perceber o que realmente funciona, testando novas abordagens e implementando ferramentas que nos ajudem a criar um trabalho que, de fato, mude o mundo.

Para mais detalhes sobre as oficinas educativas exclusivas da Interbrand, confira o Academy Interbrand: Cultivating Excellence.

Leitura relacionada
0 Comentário(s)
Loading... Comente

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>