Interbrand - Creating and managing brand value

Voltar ao topo
Postado por
Carlota Braga
em

Naming no esporte – #3

0

Você sabe o que está por trás do nome Maratona?

Saiu mais um post da série #NamingNoEsporte

#3 – Maratona

A maratona é a mais clássica modalidade olímpica – e não é por acaso. Em seus “pouco” mais de 40 quilômetros de prova, há muita história para contar. Diz a lenda que Fidípedes, o mais rápido soldado grego, foi enviado às pressas da cidade de Maratona até Atenas para anunciar a vitória na guerra contra os persas.

A distância entre entre as duas cidades inspirou os 42,195 quilômetros da Maratona – além de servir de homenagem a Fidípedes – que teria morrido de exaustão após o percurso.

 

 

 

Leitura relacionada
0 Comentário(s)
Loading... Comente

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Voltar ao topo
Postado por
Carlota Braga
em

Open Studio

0

Vem aí a Brasil Design Week 2016, semana de eventos, palestras e workshops organizada pela ABEDESIGN , que acontecerá de 8 a 14 de agosto.

Nós também faremos parte da programação e vamos abrir as portas para estudantes e interessados nas áreas de design e branding no dia 10/8, às 10h. Inscreva-se no Open Studio aqui para ser um dos 20 sortudos (as vagas são limitadas) que vão poder ver mais de perto os bastidores do processo de criação da nova marca LATAM.

Esperamos por você!

 

 

Leitura relacionada
0 Comentário(s)
Loading... Comente

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Voltar ao topo
Postado por
Carlota Braga
em

Naming no esporte – #2

0

Você sabe o que está por trás do nome Badminton (ou petequinha, para os íntimos)?

Saiu o segundo post do Naming no esporte!

#2 – Badminton

O badminton foi inventado por oficiais ingleses expatriados no século XVIII, quando estava longe de ter esse nome. O jogo, na verdade, levava o nome da cidade onde foi criado, Poona ou Pune, na Índia.

Foi só em 1870 que a modalidade ganhou o nome usado até hoje, quando uma nova versão do esporte das petecas foi praticada na região de Badminton, na Inglaterra.

 

 

 

 

0 Comentário(s)
Loading... Comente

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Voltar ao topo
Postado por
Carlota Braga
em

Naming no esporte – #1

0

Você sabe de onde vem o nome Olimpíadas? Já parou pra pensar em quantos esportes com nomes exóticos estamos acostumados a ver na TV, sem nunca nos questionarmos por que, por que, e por que? 

Como as Olimpíadas Rio 2016 estão chegando e a gente ama um projeto de naming, resolvemos criar esta nova série Naming no esporte e desvendar alguns mistérios esportivos. Toda semana teremos um novo, até o fim dos jogos.

E o primeiro “episódio” começa do começo.

#1 – Olimpíadas

Foi na cidade grega de Olímpia onde tudo começou – e começa até hoje – nos Jogos Olímpicos. A lenda conta que foi Hércules quem inventou os jogos em homenagem a seu pai, Zeus. Os vencedores eram premiados com uma coroa de ramos de oliveira, plantada pelo herói.

Mais de 4500 anos depois, em 2016, a chama olímpica já percorreu mais de 329 cidades, desde Olímpia até o Rio de Janeiro, onde iniciará a trigésima primeira edição dos Jogos Olímpicos.

(Todos os textos da série são do Pedro Kastelic e as artes do Caio Alonso)

 

 

0 Comentário(s)
Loading... Comente

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Voltar ao topo
Postado por
Carlota Braga
em

Papaixonado – um projeto independente

0

Aqui na IB, quando nasce o filho de alguém é uma festa. Sim. É realmente como se a nossa família tivesse aumentando. Agora imagina quando chegam dois ao mesmo tempo?

Semana passada foi o dia de comemorar a chegada do Leo e da Nina, os gêmeos do Felipe Valério, nosso diretor de criação, head de identidade verbal e escritor. Rolou bolo, fraldas (óbvio) e um presente pra lá de especial. E quer presente melhor para um escritor do que um livro? Só que esse foi todo escrito pensando nele.

Pedimos para cada pessoa da IB transformar o Val em personagem de um texto ou de uma arte para a Nina e o Leo. Recebemos de tudo: poesia, cartoon, colagem, ilustração, conto, recadinhos sinceros, tweets e até uma xilogravura (!).

O resultado ficou tão incrível que o “projeto” Papaixonado já está na lista dos mais legais da IB. Também, com o Leo e a Nina como clientes ficou tudo mais fácil. Agora falta só eles aprenderem a ler para contar pra gente o que acharam da surpresa. :)

Quem ajudou no projeto: a ideia foi da Elaine Baio, a capa foi bordada a mão pelo Alex Nakano e o projeto gráfico é da Tatá Scaroni. Dentro do livro tem arte e texto da Daniela Klepcz, Luana Alahmar, Carlos Teles, Marcelo Ferrarini, Luiza Secco, Laura Miloski, Andrea Janér, Lucas Machado, Cadão Volpato, Dani Bianchi, Carlota Braga, Gil Bottari, Beto Almeida, Cris Colletto, Tatá Cirenza, Fernando Andreazi, Rodrigo Marques, Cláudia Weber, Pedro Mattos, Lucas Gini, Natalia Zomignan, Marcell Miyahira, Olívia Guerra, Danilo Toledo, André Matias, Joelma Tokusato, Tatá Scaroni, Pedro Kastelic e Camis Cossermelli. Tudo isso sob o comando da equipe editorial: Tatá Scaroni, Pedro Kastelic e Camis Cossermelli.

0 Comentário(s)
Loading... Comente

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Voltar ao topo
Postado por
Carlota Braga
em

IB de portas abertas

0

Não é novidade que a gente adora receber visitas aqui no escritório. Na semana passada, abrimos as portas para um jovem garoto, que passou a semana ao lado de profissionais do nosso time (um de cada área) e se aprofundou um pouco no universo do branding no dia a dia e na prática.

Com apenas 17 anos, Theo Etlin ainda nem entrou na faculdade, mas acabou nos ensinando bastante em sua passagem por aqui. Nas palavras da Tatá Scaroni, do time de identidade verbal: “Apesar de ter quase dois metros de altura (mais precisamente 1,98), o Theo nasceu há menos de duas décadas, bem na época no bug do milênio. E realmente deve ter dado um bug nessa geração aí… o menino nem saiu do colégio e já dá um show de branding, de criatividade e vontade de fazer acontecer.”

Batemos um papo com ele, pra saber o que ele achou da visita.

Qual é o seu sonho, Theo?

É ser gerente de marca de uma companhia aérea internacional.

Me conta um pouco o que você fez na sua estadia na Interbrand e por quais áreas você passou.

Eu passei por Comunicação, New Business, Estratégia, Verbal, e Brand Valuation. O time de verbal me deu uma tarefa com a temática das Olimpíadas e tive que relacionar uma marca a um esporte. Também passei pelo Design, onde tive a oportunidade de conhecer o case da Latam mais de perto.

O que você achou mais interessante durante esses dias?

Como eu não conhecia nenhuma empresa de branding antes, todas as áreas foram extremamente interessantes para mim. Gostei de todos os aspectos da Interbrand e vi como é longo o processo de criar ou reestruturar uma marca.

E o que não achou tão legal assim? (pode ser sincero)

Realmente gostei muito de tudo que vi por aqui. :)

Dos cases que viu, com qual você mais se identificou e sentiu vontade de trabalhar?

De todos, me identifiquei mais com o case da LATAM Airlines, pois aviação é minha paixão e desde pequeno sigo o mundo das companhias áreas de perto. Então, ter a oportunidade de ver todo o trabalho por trás da criação da marca foi incrível e inesquecível. Fiquei muito inspirado para trabalhar nesta área no futuro.

Como você definiria a Interbrand?

A Interbrand é jovem e inovadora e está sempre pronta para qualquer desafio. É ao mesmo tempo uma companhia grande e multinacional, mas que pensa em todos os mínimos detalhes para que tudo saia perfeito no final.

 

0 Comentário(s)
Loading... Comente

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Voltar ao topo
Postado por
Carlota Braga
em

Estamos concorrendo ao prêmio Brandemia – e você pode votar!

0

LATAM Airlines foi indicada em várias categorias e Interbrand concorre à melhor agência Iberoamericana

O maior portal Iberoamericano de branding, o Brandemia, acaba de anunciar os concorrentes ao prêmio deste ano – referência quando o assunto são marcas que se destacam na região. E nós da Interbrand fomos contemplados com ótimas notícias.

Além de ter a LATAM Airlines, um de nossos cases mais premiados, indicada em várias categorias (veja abaixo), a Interbrand também está concorrendo à melhor agência Iberoamericana.

E a melhor parte é que a votação é aberta ao público, ou seja, chegou a hora de você também participar com a gente desta que pode ser mais uma comemoração pelo nosso trabalho! :)

Clique aqui para votar, até 13/7.

Contamos com a sua colaboração. Valendo!

Leitura relacionada
0 Comentário(s)
Loading... Comente

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Voltar ao topo
Postado por
Carlota Braga
em

Soka Gakkai por um mundo mais humano

0

Joelma Tokusato, designer da Interbrand, foi parar no Japão em 2015, através de uma iniciativa da BSGI (Brasil Soka Gakkai Internacional), organização não governamental da qual faz parte desde pequena e onde, atualmente, trabalha como voluntária.

Mas, você já ouviu falar na Soka Gakkai Internacional? A SGI é uma sociedade fundada em 1960, com foco no desenvolvimento humano através de programas que incentivam a paz, cultura e educação. Com base na filosofia budista, que acredita e trabalha para desenvolver o potencial ilimitado do ser humano, a organização desenvolve projetos nestas e em diversas outras áreas e conta com voluntários espalhados pelo mundo todo (são mais de 192 países e cerca de 12 milhões de associados).

A SGI está na vida da Joelma desde pequena, por influência dos pais. Atualmente, quando não está na Interbrand, a designer trabalha como líder do núcleo de estudantes da cidade de São Paulo, que engloba cerca de 4 mil jovens de 6 a 17 anos (que responsa!) Nos encontros, além de uma programação lúdica e educativa, os participantes são incentivados a sonhar, estudar e crescer livremente.

Em 2015, a Jo foi parar pela primeira vez no Japão (sede internacional da SGI), em um programa de intercâmbio de líderes promovido pela organização. Durante 10 dias, conheceu gente do mundo todo e teve contato com as experiências da SGI nos outros países, o que lhe proporcionou momentos muito legais do outro lado do mundo.

“Tive a oportunidade de encontrar pessoas de vários lugares, conversar com elas e descobrir o quanto o mundo, ainda que silenciosamente, trabalha pela paz.”

 

 

Porque as pessoas deveriam conhecer o Japão?

A cultura do Japão é muito diferente e nos ensina muito sobre conviver em sociedade, pois os japoneses demonstram muito respeito a todos, tratam muito bem as pessoas em todos os estabelecimentos e são gentis com estrangeiros. Tive uma experiência interessante: o grupo do Brasil levou alguns docinhos brasileiros para dar de presente para quem a gente encontrasse ao acaso. Andando pela rua, demos esses doces para duas senhoras que estavam na mesma loja que nós. Depois de sair da loja e já estarmos bem longe, percebemos que elas tinham nos seguido e nos entregaram um saco de lembrancinhas que compraram em agradecimento aos docinhos, em extremo ato de respeito e gratidão. Aprendi muito com isso.

Para quais cidades você foi?

Conheci Tóquio, Hachioji e Fujisawa.

O que você achou mais irado lá?

Muita gente inspiradora, muitos sonhos e realidades muito diferentes da nossa. Percebi o quanto as pessoas no Japão conhecem e admiram o Brasil. O mais legal de tudo é que voltei muito motivada a transformar minha própria realidade, com vontade de contribuir o quanto eu puder para isso e percebi o quanto o meu papel social ser potencializado se eu utilizar melhor esse poder.

Algo que você não imaginava te surpreendeu?

Sim, duas: todos nós conseguimos encontrar com o fundador da organização mundial, Daisaku Ikeda, que é uma pessoa bastante importante e inspiradora. E outra, voltei gostando de comer Lamen, algo que jamais imaginei gostar.

Teve algum desafio ou perrengue durante a viagem?

O ritmo é intenso, com muitas atividades e informações. Manter a energia pra conseguir acompanhar tudo era o maior desafio.

Leitura relacionada
0 Comentário(s)
Loading... Comente

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>